Eu entrevistei no programa Tempo Mulher, na rádio 98, a farmacêutica Páblia Figueredo sobre guardar e conservar os medicamentos. Achei ótimas as dicas, vou compartilhar com você.

Todo mundo sempre tem em casa uma “farmacinha”. E na maioria das vezes essa “farmacinha” tem remédio pra tudo. O que sobra de tratamentos vai pra “caixinha”. Porém devemos ter muito cuidado, para conservar os medicamentos de forma adequada, para que os mesmos não percam suas propriedades, mesmo dentro do prazo de validade, e nem venham ser usados de forma incorreta.

Lembrando ainda que nenhum medicamento deve ser utilizado sem a avaliação do médico, pois a automedicação pode trazer complicações.

DICAS PARA ARMAZENAR MEDICAMENTOS EM CASA

1- Nunca guarde medicamentos na COZINHA e ARMÁRIO DO BANHEIRO (Locais de maior calor e umidade da casa);

2 – Crianças são curiosas. Evite guardar medicamentos em locais de fácil acesso. A diferença entre um medicamento e um veneno é a dose.

3 – Tome muito cuidado com a validade desses medicamentos. Normalmente eles ficam esquecidos por anos nas “farmacinhas” das casas.

4 – Em geral Soluções e Suspensões, após abertas, diminuem drasticamente seus prazos de validade. Siga o que recomenda o fabricante.

5 – Medicamentos Termolábeis (como insulina) em geral, na geladeira, não devem ser guardados na porta (grande variações de temperatura) nem no congelador (temperatura muito baixa).

Como existem diversos tipos e formas de medicamentos (líquido, comprimido, pomada etc.), o consumidor deve observar as especificidades de cada um. Confira abaixo algumas dicas.

Como conservar

– Medicamentos em cápsulas e comprimidos: a maioria dos ativos é sensível à luz. Por isso, é importante manter o medicamento em sua embalagem original, longe da luz e da umidade. O ideal é colocar o produto em local seco e em prateleiras afastadas das paredes. E nunca o guardar no armário do banheiro ou em cima da geladeira.

Os comprimidos precisam ser desprezados se estiverem quebrados, faltando partes, desmanchando ou esfarelando. Nas cápsulas, deve ser verificado se existem manchas na superfície, o que indica deterioração do medicamento. Também é importante examinar a existência de cápsulas vazias, com rachaduras (trincadas) e ou pegajosas, o que indica excesso de umidade.

– Pomadas e cremes: conserve o produto em sua embalagem original, longe da luz e da umidade. Leia atentamente o rótulo, pois alguns medicamentos precisam ser guardados na geladeira, para evitar oxidação e manter a estabilidade do produto. Também é fundamental observar se o mesmo apresenta partes com coloração e consistência diferentes e se está ocorrendo separação das partes líquida e sólida.

– Xaropes e medicamentos líquidos: devem ser armazenados longe da umidade, luz e calor. Os frascos de xaropes precisam ficar fora do alcance de crianças, que podem ser atraídas por seu sabor agradável e sofrer intoxicações. Outra dica é observar no rótulo se é necessário conservar o produto em geladeira, pois isso aumenta a estabilidade química e reduz o crescimento microbiano em se tratando de forma líquida.

– Soluções injetáveis (ampolas, frascos etc.): é preciso evitar a exposição à luz solar e à umidade e também observar a presença de partículas sólidas no líquido, vazamentos e qualquer coloração anormal.

Comentários

comments

Powered by Facebook Comments